domingo, 17 de janeiro de 2010

Silêncio

Silêncio

É o que muitas vezes desejamos ouvir

É o que muitas vezes ansiamos

É o que não vemos

E muito menos ouvimos


É o que nos envolve sem nos tocar

É o que faz a gente pensar

É o que algumas vezes trás a angustia

Mas muitas outras, a paz



É sinônimo de reflexão

É antônimo de perturbação

É complicado e incompreensível

E outrora a suficiente resposta


É a pausa entre um ruído e outro

É intocável, é percepção

Busco no silêncio o que mil palavras não me dariam

Encontro no silêncio o que canções se tornarão




“As palavras dos sábios devem em silêncio ser ouvidas, mais do que o clamor do que domina entre os tolos. Eclesiastes 9:17”





suezoribeiro ,

5 comentários:

janderunited disse...

era tudo que precisava ler agora.

Fran disse...

E sabe que quando a gente se cala, ficamos em silencio, e realmente quando mais falamos?quando nao temos palavras a usar, temos outras coisas tao mais valiosas...Os olhares, o toque, o cheiro...

carinapimentinha disse...

Sábias palavras Suezoo... no silêncio muitas vezes estão as respostas que tanto procuramos...

thapoiato disse...

O silêncio é bem preciso na maioria das vezes... Mas tem vezes que é necessario até gritar #né

Descanso da Alma disse...

Esse belo poema merece o silêncio sábio de quem rumina e introjeta tão belas palavras no coração.

Postar um comentário